terça-feira, 28 de dezembro de 2010

211. Monica A. Ancapi

“Publico e Privado”
Fotografia
59.5 x 44.5 cm.
2010
“Sem provocar questionamento?”
Fotografia
59.5 x 44.5 cm.
2010

Artista: Monica A. Ancapi, nasceu em Temuco – Chile. Radicada no Brasil desde 15/02/80. Atualmente reside no ABC e trabalha em São Paulo.

2010 – Curso de Litografia com mestre e impressor Roberto Gyarfi (Alemão) Casa do Olhar – Santo André – SP Brasil
2010 – Grupo de Pesquisa de Estudo de Gravura - ASSAOC – SP Brasil
2010 – Curso de Fotografia com o fotografo e professor Armando Prado - ASSAOC – SP Brasil
2009 – Latos-Sensu – Pós – Docência do Ensino Superior – Faculdade Anchieta – São Bernardo do Campo – SP - Brasil
2008 – Latos-Sensu - Pós – Graduação em Arte Educação – FAINC – Santo André – SP - Brasil
2007/2006 - Gravura em Metal – Especialização - Ministrantes: Antonio Albuquerque e Marcos Butti – ECA USP- Brasil
2007 - Estudos Artísticos – Anatomia Artística – Prof. Ismael Maciel
2007 - Optativa de Graduação – O Papel do desenho na Arte – Aluna Especial – MAC – USP – Ministrante: Carmem Aranha
2006 - Historia da Arte – Departamento ECA – USP - Brasil
2005 - Formação Acadêmica – Habilitação Plena de Educação Artística com Bacharelado em Artes Plásticas na Faculdades Integradas Coração de Jesus – FAINC – Santo André – SP - Brasil

Exposições Internacionais
2010 Novembro – Coletânea - Convidada com 01 obra – Museu Nômade do Grabado “El Grabado em el Bicentenário – Buenos Aires - Argentina
2010 Julio e Agosto – Coletânea – Selecionada com 02 obras – II Premio de Grabado Atlante – Curuña - Espanha
2009 Dezembro – Coletânea – Selecionada com 02 obras – Aleph Gallery Bogotá - Colômbia
2009 Setembro – Coletânea – Selecionada com 01 obra – Fundarte Latinoamérica – Toronto - Canadá
2008 Outubro e Novembro – Coletânea - Selecionada com 03 Obras – II Bienal de Arte Indígena – Palácio la Moneda - Santiago - Chile
2008 Março e Abril – Coletânea – Selecionada com 03 Obras – IV Bienal Internacional de Gravura “Contratalla” – Tarragona – Espanha
2007 Setembro e Outubro – Coletânea – Selecionada com 01 Obra - Fundarte Latinoamérica – Toronto – Canadá
2006 Outubro e Novembro – Coletânea – Selecionada com 01 Obra – Maison du Brésil – Paris – França
2006 Setembro – Coletânea – Selecionada com 01 Obra - Galerie Artitude – Paris – França
2005 Maio – Coletânea – Convidada – Intercambio da Embaixada – Chile e Brasil - Santiago – Chile

Exposições Nacionais Mais Relevantes
2010 Outubro e Novembro – Coletânea – Convidada com 25 obras - ASSAOC Galeria Oswald de Andrade – Bom Retiro – SP – Brasil
2010 Agosto Setembro – Coletânea – Convidada com 05 obras – ASSAOC Galeria Oswald de Andrade – Bom Retiro – SP – Brasil
2010 Julio – Coletânea – Convidada 03 obras – Ocupação Artística Cultural em Santo André - Santo André – SP – Brasil
2010 Junho – Coletânea – Convidada com 02 obras - ASSAOC Galeria Oswald de Andrade – Bom Retiro – SP - Brasil
2009 Dezembro – Convidada com 06 obras – Mostra Cultural e Artes da Faculdade Anchieta – São Bernardo do Campo – SP - Brasil
2009 Setembro e Outubro – Selecionada com 30 Obras – Pinacoteca de São Caetano do Sul – SP – Brasil
2009 Julho e Agosto – Coletânea – Convidada com 03 obras – ASSAOC – São Paulo – SP – Brasil
2009 Abril e Maio – Coletânea – Convidada com 8 obras – ASSAOC – São Paulo – SP - Brasil
2009 Fevereiro e Março – Coletânea – Selecionada com 02 obras – XII Salão de Artes Plásticas de Rondônia – RO - Brasil
2009 Janeiro, Fevereiro, Março e Abril – Coletânea – Selecionada com 01 obra – Espaço Cultural da Estação Brás da CPTM - SP - Brasil
2008 – Dezembro - Coletânea – Selecionada com 01 Obras – Salão de Artes Plásticas de Santa Bárbara D Oeste – SP - Brasil
2008 – Outubro Novembro – Coletânea – Convidada com 03 Obras – ASSAOC – São Paulo – SP - Brasil
2008 – Agosto – Coletânea – Selecionada com 01 Obra – 14º Salão de Artes Plásticas de Teresina – Teresina – PI - Brasil
2008 – Julho – Coletânea – Convidada com 36 Obras – V Mostra Luilui da Arte Cultura – Pavilhão da Bienal do Ibirapuera – São Paulo - Brasil
2008 – Junho – Coletânea – Convidada com 03 Obras – Parque Escola – Santo André – SP - Brasil
2008 – Março – Coletânea – Convidada com 03 Obras – ASSAOC – São Paulo – SP – Brasil
2008 – Janeiro – Coletânea – Selecionada com 02 Obras – 1º Salão de Belas de São Paulo – Bienal de São Paulo – SP – Brasil
2007 - Outubro a Dezembro – Coletânea - Selecionada com 03 Obras – Bienal de Arte do Triângulo Mineiro – Uberlândia – MG – Brasil
2007 - Outubro e Novembro – Coletânea – Selecionada com 03 Obras – Salão de Artes Plásticas de São José do Rio Preto – São José do Rio Preto - SP – Brasil
2007 - Outubro – Coletânea – Selecionada com 02 Obras - Grande Exposição de Arte Bunkyo – Liberdade – São Paulo – SP - Brasil
2007 Setembro e Outubro – Coletânea – Selecionada com 01 Obra - XXXVIII Salão da Primavera – A.P.B.A. – São Paulo - SP - Brasil
2007 Agosto e Setembro – Coletânea – Selecionada com 03 Obras - 13º Salão de Artes Plástica de Teresina – Piauí - PI – Brasil
2007 Agosto - Coletânea – Selecionada com uma 01 Obra – I Salão de Arte sobre o Papel – A.P.B.A – São Paulo – SP - Brasil
2007 Março e Abril – Coletânea – Selecionada com 12 Obras – “Reler o Índio e Rever” – Pinheiros – SP – Brasil
2007 Fevereiro e Março – Coletânea – Selecionado com 01 Obra – Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Icaraí – Niterói – RJ – Brasil
2007 Janeiro – Coletânea – Selecionada com 02 Obras - VII Salão São Paulo 453 anos – Centro Cultural do Aço Cosipa – SP - Brasil
2006 Julho – Coletânea – Selecionada com 01 Obra - Centro Cultural Japonês – Biten – Liberdade – SP – Brasil
2005 Outubro – Coletânea – Selecionada com 10 Obras – Hall do Teatro de Mauá – Mauá – SP - Brasil
2004 Novembro – Coletânea – Convidada – Sub Prefeitura da Lapa – Lapa – São Paulo – SP – Brasil
2004 Abril – Coletânea – Selecionada com uma 01 Obra – Funarte – 1º Bienal da Cultura Latino Americana - Intercambio Brasil – Chile – SP - Brasil
2003 Junho – Coletânea - Convidada – Mirante de Pinheiros – Pinheiros – SP – Brasil

Exposições Individuais
2007 Junho – Exposição Individual - Selecionada com 21 Obras - Biblioteca Prefeito Prestes Maia - Santo Amaro – São Paulo - SP – Brasil

Obras em Museu e Instituições
2009 – Pinacoteca Municipal de São Caetano do Sul – Aquisição 01 Obra Desenho – São Caetano do Sul – SP - Brasil
2009 – Centro Cultural Juan Gajardo – Aquisição 01 Obra Gravura - Alto de Pinheiros – São Paulo – SP – Brasil
2009 – ASSAOC – Aquisição de 01 Gravura – Bom Retiro - São Paulo – SP - Brasil
2008 – FAINC – Faculdades Integradas do Coração de Jesus – Aquisição 01 Gravura – Santo André - SP – Brasil
2008 – IV Bienal Internacional de Gravura “Contratalla”– Aquisição 03 Gravura – Tarragona - Espanha
2007 – Fundarte Latinoamerica – Bienal de Toronto – Aquisição 01 Gravura
– Toronto – Canadá
2007 - Galeria Gradka Uzice – VIII Bienal de Gravado Ponta Seca – Aquisição 02 Gravuras – Yuguslavia – Monte Negro e Servia
2007 – Acervo Particulares - SP – São Paulo Aquisição 12 Obras de Diversas Técnicas – São Paulo – Brasil.
2006 - Museu Municipal de Albacete – VII Bienal da cidade de Albacete – Aquisição 01 Pintura – Albacete – Espanha

210. Marina Mourão

SORTILÉGIO
técnica mista
80x150 cm

Marina Mourão, nasceu na cidade de Águas Formosas, Brasil, em 1964, no seio de uma família numerosa de doze irmãos. Sua mãe, senhora de uma enorme capacidade criativa, modista de alta-costura, bordadeira e pintora, alimentou o “caldo” cultural onde Marina foi “beber” toda a sua formação estética: na loja de sua mãe, cedo começou a contactar com tecidos, com bordados, com lantejoulas, com rendas, com todos os materiais belos e nobres que sua mãe utilizava para criar fantasias de Carnaval, fatos de noite, vestidos de noiva. E apaixonou-se para sempre por esse mundo de beleza e fantasia. Cedo, ainda na escola básica, Marina demonstrou as suas tendências artísticas fazendo escultura, pintura decorativa, cartazes para a escola. Um pouco mais tarde começou uma colaboração estreita com a mãe, fazendo decoração de montras e desenhando os modelos exclusivos da loja familiar, que a mãe executava.

Fez um curso de artes decorativas, estratificando desse modo todas as tendências estéticas herdadas da mãe e por ela fomentadas, mas acabou por ir para a Universidade em Belo Horizonte fazer o curso de Dentista por influência paterna ( “Arte não é uma profissão segura”, temia ele). Algum tempo mais tarde, quando uma das irmãs conseguiu, por artes e manhas, convencer o pai a autorizá-la a cursar Belas Artes, Marina “fez” o curso com a irmã, pedindo-lhe em casa que lhe ensinasse e transmitisse tudo o que ia aprendendo na faculdade.
Mas com o “bichinho” da arte nas entranhas, até com a sua formação académica Marina soube ser criativa, ligando o curso técnico às suas tendências artísticas: para ela as técnicas das próteses ainda é como fazer escultura (“É um mundo de fazer beleza”, diz Marina, e nós concordamos, estando aí a provar a asserção todos os belos sorrisos que saem do seu consultório), e o que aprendeu nas aulas de anatomia serve-lhe hoje para representar, nas suas pinturas, o corpo humano em toda a sua perfeição física.
Hoje, a viver em Portugal com a família que aqui formou, Marina é uma artista plástica multifacetada. Há uns dias, a Dra. Marina teve a gentileza de me abrir as portas de sua casa, da casa de Marina-artista, e com esse gesto abriu-me a sua alma. Está lá tudo: nos móveis restaurados/alterados, nas ânforas pintadas de dourado, nos espelhos barrocos, nas esculturas representando a figura humana, nas roupas vermelhas (sempre o vermelho) bordadas de lantejoulas a vestir manequins “retro”; nas belíssimas nuvens de tule junto de todas as janelas, nas cores mais doces do arco-íris, e a que a artista chama cortinas, nos anjos que nos espreitam, irónicos mas vigilantes, das portas de um armário. Tudo saído das suas mãos. Intimidade desnudada da sua casa, que é reflexo da sua interioridade: ali se respira o sortilégio das memórias do seu mundo infantil, uma espécie de reminiscência sagrada da infância, que ela encena com inteligência e liberdade. Face lúdica do seu trabalho artístico, que revela a menina que habita a mulher.
E por fim, ou no fim, a tudo sintetizar, a sua pintura. Marina aprimorou-se com mestres portugueses e ao longo dos anos veio fazendo experiências com materiais dentários que adaptou aos seus trabalhos plásticos. Desenvolve uma pintura figurativa contemporânea, (além das mulheres, os cavalos e a Tauromaquia são temas preferidos nas suas obras), utiliza várias técnicas e vários materiais. Parece-nos claro que a artista quer, nas suas pinturas, fazer uma síntese de tudo em que tocou ao longo da sua vida criativa: as colagens, as sobreposições, os dourados, as pedrarias, os tecidos nobres, as cores vibrantes. Há uma necessidade evidente de se apropriar de todos os materiais e de todas as técnicas aprendidas na sua infância, e aglutiná-las, apreendê-las, aprisioná-las nas suas pinturas, num processo criativo original, para que as memórias não se dissolvam. “O que eu gosto é de bordar”, confessou, e esta frase sua é um manifesto estético e simultaneamente a chave para a compreensão dos seus trabalhos plásticos.
Por tudo isto, tanto a sua cenografia privada como a sua pintura – teatralidade ou representação das memórias – nos convocam para um mundo de alegria e extroversão, de originalidade mas também de continuidade, simultaneamente de tradição e inovação.
Neste nosso tempo de globalizada “cinzentez” e alguma tristeza, conseguimos
encontrar na pintura de Marina Mourão, inteiros, o sonho e a espontaneidade, o mundo da infância e da ingenuidade, o olhar essencial em suma.

Isto, se quisermos olhar e ver.

Maria José Dias Rodrigues ( Filóloga )

EXPOSIÇÕES REALIZADAS :
Exposição Individual de Pintura - Galeria municipal - Ourem 2008
Exposição Coletiva de Pintura - Biblioteca Municipal Antônio Botto, Abrantes 2008
Exposição Coletiva de Pintura - Galeria Mouzinho de Albuquerque, Batalha 2009
Feira Internacional PURO ARTE VIGO - Espanha 2009
Exposição Coletiva de Pintura - Edifício Banco de Portugal, Leiria 2009
Feira Internacional de Arte - ARTEXPO NEW YORK 2009
Exposição Coletiva de Pintura - Edifício Centro de Negócios, Ourem 2009
Exposição Internacional “Art Meeting in London III”- GALLERY 118, Londres 2009
Feira Internacional de Arte - WORLD ARTE EXPO - California 2009
Feira Internacional de Arte - ARTE ALGARVE - Loulé 2009
Mostra Internacional BRASIL X PORTUGAL - Galeria Municipal, Ourem 2009
Exposição Internacional - GALERIES ARTITUDE, Paris 2009
Feira Internacional de Arte - MUSEUM WORLD ART FOUNDATION, Brea - California 2009
Exhibition " WOMAN PAINTERS "- Gallery 118, Londres 2009
Feira Internacional de Arte - MARB ART, Espanha 2009
Mostra Internacional de Arte - CHALK FARM GALLERY , Santa Fe 2009
Exposição Individual de Pintura - ACADEMIA DE DRESSAGE, Portugal 2009
Mostra Internacional de Arte - MIRANDA GALLERY , Laguna Beach, Califórnia 2009
Exposição Coletiva de Pintura - Cruise MSC MUSICA, Brasil 2009
Exposição Coletiva de Pintura - Cruise MSC ORCHESTRA , Brasil 2010
Feira Internacional de Arte - WAF LAS VEGAS I - ART DISTRICT GALLERY 2010
Exposição / leilão de Artes Plásticas em prol da Madeira" AJUDA COM ARTE “- Porto 2010
Feira Internacional de Arte WAF LAS VEGAS II - ART DISTRICT GALLERY 2010
Exposição Individual de Pintura - Galeria Aberta MUSEU DO TRAJE, Algarve 2010
Exposição Coletiva" QUEM É FERNANDO PESSOA ? "- Galeria Santo Antonio, ALGARVE 2010
Exposição Coletiva de Pintura - EMPÓRIO DA VILLA, São Paulo, Brasil 2010
Feira Internacional de Arte - CARROUSELL DU LOUVRE, Paris 2010
Feira Internacional de Arte - WAF EXPO SANTA FE, Novo Mexico 2010
Exposição Internacional de Arte - “Female Energy Artists Exhibition“ GALLERI HAGSTROM, Estocolmo 2010Exposição Coletiva de Artes Plásticas - GESPOGARTES, Durante o evento XXXV Feira Internacional do Cavalo, Golegã 2010
Atualmente representada pelo Marchand brasileiro Giovanni Fiorini.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

209. Francisco Roberto

 Chafariz
Natureza
FRANCISCO ROBERTO SILVA VARGAS, nascido em Pelotas, RS, Brasil, Administrador de Empresas, trabalhou no Serviço Público Federal. Posteriormente à aposentadoria, passou a preencher o tempo com a fotografia tendo à mão sua inseparável câmera.
Começou a participar de concursos e exposições como forma de obter uma avaliação do trabalho desenvolvido, por pessoas do meio, bem como pelo público em geral.
Acredita que cada trabalho é único, mas não definitivo pois pode interpelar cada observador de maneira diferente, considerando o espaço social, o tempo e as vivências de cada um.

CURRICULUM
1.Concurso de fotografias e exposição intitulada “Pelotas Quem te viu, Quem te vê. Uma colcha de Olhares” promovida pela Prefeitura Municipal de Pelotas através da Secretaria Municipal de Cultura. Exposição realizada no Hall da Prefeitura Municipal de 10 de agosto a 10 de setembro de 2007.
2.Participou da Exposição fotográfica Bem-vindo ao Laranjal na Casa da Prefeitura no Laranjal de 07.02.2008 a 17.02.2008.
3.Selecionado no Concurso de fotografias participando da exposição “Minha Laguna dos Patos: Retratos do Laranjal” através da Diretoria de Artes Visuais, no período de 05 a 30 de Março junto da programação de verão 2008 da Prefeitura Municipal de Pelotas.
4.Participou do Projeto Corredor Arte HE/FAU-IAD com exposição individual, denominada “OLHARES” no período de 02 a 16 de Julho de 2008, no Hospital Escola UFPEL/FAU.
5.Participou, à convite, de Exposição Individual, na Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura Municipal de Pelotas no segundo semestre de 2008.
6.Selecionado no concurso de fotografias, participando da Exposição “Pelotas: Estação das Luzes” promovida pela Secretaria Municipal de Cultura, através da Diretoria de Artes Visuais, no período de 04 a 25 de fevereiro junto à casa de verão 2009 da Prefeitura Municipal de Pelotas.
7.Exposição fotográfica individual na Bolsa de Arte da UCPEL de. 01.07.2009 a 15.07.2009.
8.Exposição Individual no Corredor Arte do Hospital Escola UFPEL –FAU, intitulada “Criatura-Todo ser criado” no período de 04 a 24 de agosto de 2010-09-2010
9.Exposição Individual na Galeria de Arte da Universidade Católica de Pelotas- GARTE- denominada ‘Universo Singular” no período de 23 de agosto a 15 de setembro de 2010.
10. Exposição Individual na Sociedade Científica Sigmund Freud, a partir de 11 de novembro de 2010 intitulada Espírito Santo – Solo Sagrado

208. Cristina Semedo

“ Sem Título “
Acrílico sobre tela.
60x100cm
1000€

“Sem Título “
Acrílico sobre tela.
100x60cm
1000€

Ana Cristina Marques Semedo de Jesus Maria – Cris Jesus, nasceu em Cascais no ano de 1967.Participou no curso de Arte contemporânea leccionado pelo o professor Miguel Amado na Fundação Calouste Gulbenkian .Concluiu o curso de Pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes.

Exposições Colectivas:
- XI Exposição 2010, “O Mar e Motivos Marinhos.” No Museu da Marinha em Lisboa.
- 2009 Atelier 3 Estoril.
- 2009 “Natividade” no posto de Turismo em Cascais.
- 2008 Galeria da Sociedade Nacional de Belas Artes.
- 2007 Salão Nobre em Paço de Arcos.
- 2006 Galeria da Casa da Cultura D .Pedro V em Mafra.
- 2005 Galeria S.N.B.A “Salão Convívio”.

Exposições individuais:
- 2010 Espaço “Z” no Estoril.
- 2009”Expo Arte” Sevilha.
- 2008 Galeria da Junta de Freguesia de Cascais.
- 2006 “Espaço” Hotel Albatroz.
- 2001 Sociedade Musical de Cascais.
- 1994 Galeria do Hotel Village.
- 1991 Galeria Lucília Cruz.
- 1990 Galeria da Junta de Freguesia de Cascais.

Prémios: em 1991,recebeu o prémio da Nova Cultura Urbana ,promovido pela Junta de Turismo da Costa do Estoril .Em 1994 foi-lhe atribuído pelo jornal “A Zona” ,o Prémio Artista Plástico.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

204. VIFER


Vítor Fernandes conhecido artisticamente como VIFER nasceu na Foz do Douro – Porto e reside em Carnaxide desde o seu regresso a Portugal. Fez os seus estudos em Angola, onde também iniciou a sua vida profissional.

Na década de 1960 além de actuar na representação de pequenos filmes amadores, pintava painéis de apresentação de shows de artistas no Rendez-vous do hotel onde trabalhava. Nessa época, além da escultura em gesso, desenhava e pintava retratos utilizando a técnica das quadrículas, para manter a escala da fotografia. Todos estes trabalhos eram realizados sem que tivesse recebido qualquer formação nestes campos. O gosto pelas exposições de arte iniciou-se nesta época, com aquelas que ocorriam em Angola.
Em 1975, com o retorno a Portugal para iniciar uma nova vida com a sua família, interrompeu todo o pouco que fazia na área artística. Cerca de trinta anos depois, voltou a sonhar com arte e outras formas de dar alento ao seu espírito criativo. No reinício do seu percurso artístico, encontrou dois reconhecidos artistas que o auxiliaram na carreira profissional de artista plástico.
Foi adquirindo a sua experiência, desenhando a carvão, fazendo os claros e escuros e pintando com tinta acrílica casas e paisagens, céus e nuvens, águas e reflexos, a Lisboa antiga e a típica.
Mais tarde surgiu a necessidade de expor as suas obras e o sonho de fazer uma exposição individual. Mas a dificuldade de um início prendia-se com a não existência de um curriculum que lhe abrisse as portas para uma exposição. E a falta de exposições não lhe permitiam ter um curriculum. A oportunidade veio com um Centro de Exposições e uma exposição individual. Que viria a traduzir-se no grande início. O facto de estar ligado a uma Associação Cultural também ajudou.
Com o tempo e após muitos estudos de formas, composição, efeitos cromáticos e experiências foi pintando e utilizando outras técnicas.
O pó de mármore e a sua utilização em diversos quadros, quer imitando batentes de portas e outras texturas bem como a utilização de folha de madeira proporcionou outras obras.
Estudou Kandinsky, fez quadros baseados neste grande abstraccionista mas não o satisfez. Esta insatisfação, característica nele, leva-o à procura de novas técnicas, novas sensações de realização artística,
Foi no início da sua carreira e numa viagem ao distrito da Guarda onde participou em encontros ibéricos de pintura ao ar livre, que teve a sua primeira entrevista que seria publicada no jornal regional “O Interior”
Foi nessa região que tirou ideias para várias obras onde utilizou acrílicos e colagens de fotografias, retratando casas e monumentos nomeadamente, em Castelo Mendo e Monsanto.
Foi fazendo exposições quer individuais quer colectivas, participou na feitura da maior tela do mundo (Guiness Record), expôs por duas vezes na Artexpo - New York, a maior feira de arte do mundo.
O seu percurso tem sido uma constante procura e experimentação; fez pintura sobre papel e contraplacados, sobre colagens em tela e sobre folhas de ouro, prata e cobre. Estas últimas experiências entusiasmaram-no muito, dado o resultado final dos brilhos e reflexos que a tinta acrílica produzia sobre essas folhas. Utilizou igualmente estas folhas sobre contraplacado, onde pintou abstractos geométricos, cujas imagens vieram a ser publicadas em livros editados pelo Museu das Américas.
Nesta fase do abstracto, fez duas exposições individuais “Formas em Cor” e “A Forma e a Cor”, merecendo a última uma extensa entrevista na Televisão Regional de Odivelas”
Continua pintando e experimentando texturas e suportes.
Tem experimentado nas suas obras de Ex-Libris de localidades, contraplacados recortados manualmente, pintados e colados em tela.
Ultimamente experimenta arte mais contemporânea.
É com sua grande satisfação que a experiência continua.
Está representado em colecções particulares

Está citado em:
-Livro “Art Diary International”
-“Livro de Ouro da Arte Contemporânea em Portugal 2006”
-“CD XIV Encontro Nacional Artistas Plásticos 2007 “
-“Catálogo ARTEXPO 2007—New York”
-“Catálogo “Puro Arte 2007—Feria Internacional de Vigo””
- Livro “100 Contemporary International Artists”
- CD “XV Encontro Nacional de Artistas Plásticos 2008”
-“Catálogo ARTEXPO - New York - 2008”
-Livro “ Contemporary Artists of the World 2008 / 2009”
-“ CD ART-EVENT 2008 Antwerpen/Belgium “
-Livro “Panorama Artístico y Cultural 2009”
-Livro “Mitos da Arte - Antologia de Pintores Portugueses Contemporâneos”
-“Livro de Ouro da Arte Contemporânea em Portugal 2009”

Nos sites
http://www.saatchi-gallery.uk.co/
http://www.myartspace.com/
http://www.artmajeur.com/
http://www.wanae.com/
http://www.vifer-arte.com/

Exposições efectuadas
2010 – Exposição Colectiva, ALPORTEL’ARTE, Galeria Municipal S.Braz de Alportel
– Exposição Colectiva Casa da Cultura de Marvão
– 16ª Exposição Internacional de Artes Plásticas de Vendas Novas
- 1º Salão de Artes Plásticas de Outono, S.Francisco - Alcochete
– Exposição Colectiva, Galeria Atlantica - Vila Sol – Vilamoura
- Exposição Colectiva, Galeria VerArte – Aveiro
- Exposição Colectiva, Museu das Tapeçarias Guy Fino – Portalegre
– Arte de Mãos Dadas com a Madeira, Galeria de Arte Mafalda d’Eça – Monte Estoril
– Exposição Colectiva Agenzia di Arte, Club Financiero de VIGO
2009 – Exposição Colectiva, Galeria 74 – Porto
– XVI Encontro Nacional de Artistas Plásticos, Quinta Nova da Assunção – Belas - Sintra
– Arte Verão na Casa da Guia, Casa da Guia – Cascais
– Três Fases – Exposição Individual, Junta de Freguesia de Carnaxide
– VIFER in 3D – Exposição Individual, Galeria Actual – Lisboa
– ConectArte 2010, Cordoba Internacional Art Contest
– I Bienal Internacional de Pintura da Fundação Rotária Portuguesa, Museu da Agua – Coimbra
– Exposição Colectiva - A Atear na …. Pólvora, Fábrica da Pólvora de Barcarena - Oeiras
– A Forma e a Cor, Exposição Individual, Biblioteca D.Dinis – Odivelas
2008 – Espaço Fortuna, Quinta do Anjo - Palmela
- Exposição Colectiva de Pintura, Junta Freguesia de Carcavelos e Casas Comerciais da Freguesia
– Formas em Cor
Exposição Individual Galeria Municipalde Almeirim
– Tradições re(inventadas), XV Encontro Anual de Artistas Plásticos, Galeria de Fitares – Sintra
– ARTEXPO 2008 NY, New York
2007– Exposição Pequeno Formato, Hotel Lisboa Tejo
– Poésie Visuelle dans Paris
Galeries ARTITUDE – Paris
– PURO ARTE 2007, Feria Internacional de Vigo
– Exposição Colectiva, St. Julian´s School
– Exposição Colectiva, “Artistas da Atear” Galeria Actual - Lisboa
- “Encontro nas Artes” Galeria Municipal de Ourém
- “Art meeting in London” na Red Gate Gallery - Londres
- “Velas ao Vento”, Espaço Montepio - Alcabideche - Cascais
- XIV Encontro Nacional dos Artistas Plásticos
Instalação / Exposição
“Cartas cheias de tudo ou de coisa nenhuma”
Galeria Fitares - Sintra
– Serigrafias/Gravuras - TAGUS PARK- Rotary C.Oeiras
- Feira Internacional Arte, Artexpo New York – U.S.A
2006 - Fundação Ouro Negro - Apresentação, “Livro de Ouro da Arte Contemporânea em Portugal 2006”
– Colectiva de pequeno formato, Casa Alexandre de Gusmão
Fundação Marquês de Pombal -Linda-a-Velha
- Colectiva na Casa Cultura dos Olivais
- Exposição Individual de Pintura “ O Casario” no Centro Cultural de Cascais
- Exposição Colectiva “Carcavelos Arte Hoje” na Galeria de Arte de Fitares - Sintra
– Colectiva “Sin Fronteras” na Galeria Zero de Barcelona - Espanha
2005 – Exposição Colectiva na JF de Carcavelos - Cascais
– Exposição Colectiva “Artist, me?” em St.Julian´s School - Carcavelos
 – Exposição Individual no Centro de Exposições, João Vilaret Ramada – Odivelas
– I Encontro Ibérico de Artes Plásticas “ A Guarda em Tela”
– II Encontro Nacional de Pintura ao Ar Livre
Exposição Colectiva de Pintura - Guarda
– Exposição Colectiva de Pintura
“Novos Horizontes”
Programa Saúd´Arte – Hospital Fernando Fonseca
Amadora-Sintra
– Exposição Colectiva de Pintura
“Carcavelos Arte Hoje” – Auditório da JF S.Domingos de
Rana – Cascais
- Colectiva de Pintura
Biblioteca Municipal de Lousada

202. M. Eugénia Medeiros


Cursos de Pintura ( 4 anos), Intervenção Plástica(2 anos), Desenho( 3 anos), Estética, História de Arte na Sociedade Nacional de Belas Artes, Cursos de Gravura, Workshop de Gravura na Arco, prática de gravura na Sociedade de Gravadores, Galeria Diferença ( Serigrafia e Gravura).

Principais Exposições

Individuais
Câmara Municipal de Sintra 2009/2010
Livraria Estação Cultura, Brasil (2003 e 2005)
Hotel Village, Cascais (2002)
Galeria d`Arte  Evorahotel, Évora (2001)
Convento de S. Domingos Montemor-o-Novo (2000)
Associação Paulista de Medicina, Brasil ( 2000)
Solar de Santa Maria, Óbidos (2000)
Casa do Médico de Marília, Brasil (2000)
Centro Cultural da Cidade de Marília, Brasil (2000)
UNESP-  Universidade Estadual Paulista (1999),

Colectivas

Sociedade Nacional de Belas Artes (exposições de final de curso e salão de sócios), Capela  Real de Salvaterra de Magos,  Centro Cultural da Ericeira, Hotel Village Cascais, Palácio da Independência - Lisboa, Auditório Municipal de Vendas Novas, Museu Martins Correia - Golegã, Museu da Electricidade - Lisboa, 1ª Biennal Internacionale di Mini-Grafica e Pittura - Accademia d` Arte di Pisa 1999 (premiada),  II Bienal de Artes do Alentejo- 1ª Internacional de Alentejo e Extremadura, Góis Arte 99, “ Books and Gallery Pangloss”, Pisa, 2ª Biennal Mundial di Mini-Grafica e Pittura – Accademia d`Arte di Pisa 2000(menção honrosa), 3ª e 4ª International Graphic Triennial Bitola 2000- República da Macedónia, Musée du Petit Format, Bélgica; Sixt Bharat Bhavan International of Print Art – 2004 , Índia ; Bienal de Gravura, Évora 2004; Centro Galego de Lisboa 2005; 13th International Print Biennial in Varna- Bulgária  2005; SNBA 2007 e 2008 e 2009 . Câmara de Lisboa 2009-.Galeria Diferença 2009 e 2010.Encontro de Artistas Palácio de Belas 2010, SNBA 2010

P.S. Escreveu e Ilustrou o livro Cu-Cuuuuu, para crianças patracinado pela Shell Portuguesa,  e ilustrou  o livro “ Estórias por Mães”, editado pela Câmara Municipal de Sintra.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

201. Ângela Belindro

Fragmentos_IV
velejar perdido

Dados pessoais:
Angela Belindro
Naturalidade: Lisboa

Currículo artístico:
2008/2009 - Atelier Livre de Pintura na S.N.B.A..
2004/2008 - Curso de Pintura na S.N.B.A.;

Exposições colectivas
2010 - Grupo de artísticas plásticas "Wonder 4 Art" - "4 Olhares" na Casa da Cultura da Junta de Freguesia de Santa Maria dos Olivais - Lisboa; Aveiro Jovem Criador 2010; Bienal Internacional de Artes Plásticas e Design Industrial da Marinha Grande; VII BIENAL DE ARTES PLÁSTICAS - C.M.VIDIGUEIRA; Arte Jovem de Torres Vedras; Grupo de artisticas plásticas "Wonder 4 Art" - "4 Olhares" no Edifício Central do Município Centro de Documentação - CM Lisboa; II Bienal de Artes de Ansião; Grupo de artistas plásticas "Wonder 4 Art" - "4 Olhares" - CNAP - Telheiras - Lisboa; Grupo de artistas plásticas "Wonder 4 Art" na Fábrica de Braço de Prata - Lisboa; Mertolarte..
2009 - Aveiro Jovem Criador; Prémios Salúquia às Artes - Moura; 1º Prémio Jovem Artes Plásticas - CAE - Figueira da Foz; IV Bienal de Coruche - Artes Plásticas; XVI Galeria Aberta - Beja; XVI Bienal Artes Plásticas - Avante; Exposição de final do ano lectivo dos cursos de desenho e pintura na Sociedade Nacional Belas Artes; Prémio Abel Manta de Pintura - Gouveia; 1º CONCURSO NACIONAL DE JOVENS CRIATIVOS – Câmara Municipal de Montijo.
2008 - Prémio Abel Manta de Pintura - Gouveia; Concurso de Pintura “Pintar Vieira do Minho”; I BIENAL INTERNACIONAL DO MONTIJO – IX PRÉMIO VESPEIRA; Mostra de Arte nos Anjos - Lisboa; Concurso Jovem Criador Aveiro; V Bienal de Pintura de Penafiel; I Bienal Internacional “Raul de Carvalho” – Alvito.
2007 - Exposição de final do ano lectivo dos cursos de desenho e pintura na Sociedade Nacional Belas Artes.
2006 - Exposição de final do ano lectivo dos cursos de desenho e pintura na Sociedade Nacional Belas Artes.
2005 - Exposição de final do ano lectivo dos cursos de desenho e pintura na Sociedade Nacional Belas Artes.
2003 - Exposição de final do ano lectivo dos cursos de desenho e pintura na Sociedade Nacional Belas Artes.

Exposição Individual
2008 - "O Princípio" Museu Municipal de Castro Daire;

Prémios
2010 - Menção Honrosa no Concurso MertolArte
2008 - 1º Prémio de Pintura Martins Leal – Olhão

sábado, 27 de novembro de 2010

199. Arnaldo Macedo

CICIO DE OUTONO
óleo s/tela
50x60 cm

O Outono cai como uma cascata de água. Do céu pendem uns cortinados em tons escurecidos. O sol espreita timidamente através dos cabelos longos do tempo, enquanto que, do corpo de uma árvore, se solta o sussurro da solidão.
Contudo, o comboio das insónias espera pelos incrédulos amantes, que buscam o refúgio do deitar de uma maça.

Arnaldo Lúcio Dias Macedo, “109 anos de idade”, pintor surrealista, autodidacta, natural de Vizela.
O seu interesse pela pintura surgiu na Escola Primária, por influência de um professor que lhe percebeu o dom e o incentivou a criar. Mais tarde, recebeu de presente um estojo de pintura, começando a realizar os primeiros trabalhos a óleo.
Com um percurso essencialmente autodidacta, a sua obra atravessou vários estilos.
Caracterizado por traços realista, ganhou um segundo e terceiro prémio num concurso de pintura organizado pela Comissão de Festas de Vizela, no século passado, tendo como tema a paisagem da região.
O seu mérito tem vindo a ser reconhecido pela comunidade local e, de forma pontual, a sua obra tem vindo a ser exposta em alguns espaços do concelho e arredores.
Neste momento, o seu trabalho gira à volta de uma corrente surrealista que resulta da mistura entre a influência de alguns dos grandes artistas surrealistas do século XX, como Salvador Dali e Mário de Cesariny, e o seu próprio imaginário que se revela muito rico e peculiar, deambulando entre a força simbólica das imagens e a subtileza inteligente das palavras.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

198. Mário Lino

Mário LINO nasce em Lisboa, em Dezembro de 1967, reside actualmente na Malveira, concelho de Mafra, tendo vivido até aos 16 anos em Lyon, França, onde estudou Desenho. Concluiu o 4º ano da Licenciatura em Pintura na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa e frequentou os cursos tecnológicos de Escultura, Azulejaria e Gravura. É sócio do Clube Português de Artes e Ideias. Possui experiência laboral em Ornamentação e Decoração de Entre-Meios. Ministra cursos de Desenho e Pintura desde 2003. Leccionou na EB1 da Venda do Pinheiro no ano lectivo 2005/06 como monitor da disciplina de Artes Plásticas.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

197. Paulina Evaristo

FORMAÇÃO
PAULINA EVARISTO nasceu na Ribeira Brava, Madeira, onde exerceu funções docentes.
Licenciou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, passando a exercer advocacia.
Na pintura, inicialmente autodidacta, ingressou na Sociedade Nacional de Belas Artes (SNBA), Lisboa, onde fez o Curso de Pintura (2004-2008) e o Atelier Livre, a convite do Professor e Pintor Jaime Silva (2008-2009).
No CCB participou no Workshop "Modos de Aparição das Artes, a Arte e o Livro Ilustrado", Lisboa (Junho de 2008).
Elemento fundador do grupo de Artistas Plásticas Wonder 4 Art (2009).
Sócia da SNBA.
TEMÁTICA
Actualmente, nos seus trabalhos, procura o equilíbrio e a ordem das tensões interiores e do caos exterior que se traduzem, visualmente, na rigidez formal onde as emoções cromáticas se encontram contidas.
A grelha/linhas suportam e ordenam os planos/espaços construídos ou desconstruídos da representação.
Nesta geometria do mundo, interior ou exterior, a Cor movimenta-se em planos de luz e sombra, num grau de maior ou menor proximidade, perspectivada como o som das teclas de um piano.
Na esteira de Mark Rothko, "a realidade do artista, filosofias da arte", a pintura é um drama interior, em que os meios de expressão artística de cada um resultam de um sentimento interior da forma, o ideal repousa na espontaneidade, na simplicidade e na franqueza das crianças.

EXPOSIÇÕES
1999 - Desenho e Pintura, Galeria “Outra Margem”, Santa Clara, Coimbra.
2001 - Concurso de Pintura, Escola Prática de Cavalaria EPC, Santarém.
2002 - II Concurso de Pintura, EPC, Santarém.
2003 - III Concurso de Pintura, EPC, Santarém - Pintura e desenho, Biblioteca Municipal de Santarém.
2004 - IV Concurso de Pintura, EPC, Santarém - Pintura e Desenho, Seminário de Santarém.
2005 - Pintura e Desenho, SNBA, Lisboa.
2006 - Pintura e Desenho, SNBA, Lisboa.
2007 - I Salão Nacional de Artes Plásticas, Mãe d`Agua, Lisboa - Pintura e Desenho, SNBA, Lisboa.
2008 - Pintura e Desenho, SNBA - Quinta Nova da Assunção, Belas - Bienal de Artes do Município de Ansião, Leiria - Prémio de Pintura Abel Manta, Gouveia.
2009 - Pintura e Desenho, SNBA, Lisboa.
2010 - Grupo de Artistas Plásticas WONDER 4 ART, "4 Olhares", Galeria do Clube Nacional de Artes Plásticas CNAP, Lisboa - Grupo WONDER 4 ART, Fábrica de Braço de Prata, Lisboa - Grupo WONDER 4 ART, Centro de Documentação, Câmara Municipal de Lisboa - Grupo WONDER 4 ART, Casa da Cultura, S. Maria dos Olivais, Lisboa.

PRÉMIOS
2003 - Menção Honrosa no III Concurso de Pintura, EPC, Santarém.

COLABORAÇÕES
1989 - Pintura em papel de cenário alusivo ao Dia Internacional da Criança (12mx5m), Ribeira Brava
2008 - Monitora (crianças dos 7 aos 12 anos) na Semana das Artes Plásticas com Exposição final, Academia CLASS 20, Almeirim

terça-feira, 16 de novembro de 2010

95. Juan Antonio Blanco


"untitled angel"
2010
acrílico sobre tela
40x40cm
"Forguiveness"
2010
acrílico sobre tela
70x50cm
Juan António Blanco nasceu na África do Sul em 1985. Foi o seu pai que estimulou a sua paixão pela Arte, e desde muito cedo lhe ensinou as técnicas do desenho.

Ele passou muitos anos a aperfeiçoar a sua técnica..
Em 2006 decidiu deixar a África do Sul e ir viver para Londres.
Juan trabalha com óleo, acrílico e também com digital painting.
Muitos dos seus trabalhos são retratos mas a sua obra tem por vezes tendência surrealista o que ele chama " uma aventura no mundo do Surrealismo ".
A crítica social também transborda muitas vezes da sua sensibilidade para a tela.

Obteve o 1º. Prémio na " The MCKINSEY SUMMER EXHIBITION" em LONDRES, em dois anos consecutivos

Expôs na RED GATE GALLERY em LONDRES em 2010, numa exposição colectiva com o título " LONDON VOX "com 24 artistas locais, com a intenção de mostrarem pinturas inspiradas na vida de LONDRES.

Próximas exposições colectivas - GALERIA PAULA CABRAL/CAFÉ DOS ARTISTAS em LISBOA , a iniciar em 21 de Dezembro 2010
- SALÃO DA PRIMAVERA 2011 da GALERIA VIEIRA PORTUENSE no PORTO , de 2 de Abril a 7 de Maio 2011

Imprensa: - 1 obra publicada com a notícia da exposição "LONDON VOX" no jornal SOUTH LONDON PRESS de dia 15 de Janeiro de 2010
                - Entrevista na Revista " PHOTOSHOP CREATIVE " nrº 61, págs.14 e 15

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

195. Luísa Paula Guerreiro

Luísa Paula Guerreiro, natural de Torres Novas, é uma autodidacta pois não frequentou nenhuma escola de belas artes.

Recusando-se a seguir regras e padrões, vai explorando a sua veia artística, com curiosidade e com consciência de que nunca ninguém sabe tudo . Não programa o que vai pintar e gosta de telas em branco, porque nelas lhe é permitido iniciar a sua “Viagem” …
Primeiro um rasgo de cor, manifesta-se consoante o estado de espírito que a transporta numa espécie de transcendência libertadora.
A expressão vai-se processando na descoberta, no encontro e na cumplicidade que nasce da obra.
Umas das características da sua pintura são as sombras humanas, por vezes pouco decifráveis à primeira vista.
Existe uma carga mística envolta no seu trabalho, um universo, que necessita de ser filtrado e que pode não ser perceptível ao leitor menos atento.
Considera-se uma pessoa feliz, pelo facto de viver no campo e ter espaço para “inspirar” a liberdade que necessita a sua complexidade..
Filha da artista plástica Conceição Lopes, uma reconhecida pintora naif, Luísa Paula também é apaixonada por fotografia e pela escrita, (mantendo algumas páginas no seu blog http://barbaraciliano.blogspot.com .
Escreveu a peça VOZES D`HOMEM ,encenou e meteu em palco , pelo grupo PALCO DE SERES .
Aceitou o desafio um amigo , para escrever um guião para cinema , o que assume como uma “brincadeira” onde pôs á prova a sua criatividade .

Realizou o vídeo SPIRITUS LIBERTUS
A sua primeira experiência em vídeo ( 2005)
Um registo de emoções filmado na fábrica do seu falecido pai
http://www.youtube.com/user/LuisaPaulaG
Infelizmente Este vídeo apresenta conteúdo de Sony Music Entertainment, que o bloqueou no seu país com base nos direitos autorais.
Luísa Paula sente uma enorme necessidade de criar mas lamenta a falta de apoio , para levar avante alguns projectos, que necessitam de conhecimento técnico .( neste caso , as curtas metragens)
A pintura é sem duvida a sua grande paixão e é nela que reside a força e a determinação desta artista

Exposições individuais
Hotel dos Cavaleiros. Torres Novas -Setembro 2001
Posto de Turismo de Constância 2002
Hospital Rainha Sta. Isabel
Cineclube T.Novas Fevereiro 2002
Espaço Arte.Albufeira 2003
Luz- Lisboa 2004
Restaurante D Alma- 2005
Hotel do Caramulo. Caramulo 2007 (com pseudónimo barbaraciliano)
Casa Memorial Humberto Delgado Dezembro 2007
Hotel da Costa da Caparica Janeiro 2008

Colectiva
Apartis- Movimento Cultural de artistas- Salão nobre 1º salão de Artes plásticas de Outono de São Francisco- Alcochete- Outubro 2010

Convidada a expor na “Saatchi-gallery-Londres”
Representada na Leiloeira "Leiria e Nascimento"-
Representada na Leiloeira Renascimento

http://www.saatchi-gallery.co.uk/yourgallery/artist_profile//88514....
www.galeriaaberta.com/luisa_guerreiro.html
http://brazilart.ning.com/profile/LuisaPaulaGuerreiro
http://www.youtube.com/luisapaulag
http://artwavebr.ning.com/profile/LuisaPaulaGuerreiro
http://www.facebook.com/Luísa Paula Guerreiro
http://www.wps.com.pt/leiriaenascimento/
http://barbaraciliano.blogspot.com/

Representada em várias colecções particulares.

194. Nicolau Campos


"Prazeres proibidos"
2008
Acrílico sobre tela
70x90 cm

900€ 
Fruto do prazer
2008
Acrílico sobre tela
70x70 cm
900€

Nasceu em Valongo no ano de 1954, reside actualmente em Lisboa.

Formação académica/artística
Desenho: Escolas Infante Dom Henrique e Conde de Ferreira no Porto
Pintura: Sociedade Nacional de Belas Artes, culminando com estágio sob a orientação do Pintor Jaime Silva
Escultura: Centro Internacional de Escultura
Restauro: Escola Profissional de Recuperação do Património de Sintra

Sobre o artista
O seu “Espaço Pictórico” desenvolve-se: nas vanguardas e utopias, nas redefinições do conceito da arte do formalismo e abstracções, nos contestatários dos anos 60/70, nos pós modernismo e nos novos caminhos da contemporaneidade.

Crítica
Conceito, Firmeza e Seriedade.

O vazio e o cheio, o próximo e o longínquo, todo o necessário em vez do supérfluo, todo o real em vez do ilusório, o inexistente, enganoso e aparente, já que a única realidade que acontece ao ser, não é a colectiva, mas sim a própria e individual, a que separa os nossos sentidos e é afectada pelos sentimentos do momento.
Toda uma multiplicidade de respostas perante um mesmo estímulo, cujo feito é irremediavelmente lógico, é verdadeiramente indiscutível devido à individualidade que o ser possui, a qual, se ergue como elemento diferenciador de um conjunto de circunstâncias que se poderão parecer semelhantes a todo um grupo de pessoas.
Isto é o que nos vem representado a obra de Nicolau Campos.
Na mesma podemos ver um progresso estético próprio, um separar dos momentos e acontecidos de forma particular, uma exclusividade expressiva tirada de um contexto comum e que reflexa, a um bom nível, as necessidades ou desejos profundos do autor.
A sua obra mostra-se-nos firme e vigorosa no conceito, sem que isso signifique que esteja “presa”, mas sim bem multi-comunicativa, dando uma resposta clara ao assimilado mediante a transmissão fiel, o rigor de um trabalho muito simbólico que mais não faz do que salientar do todo o feito singular, a detalhar, o que é uma sensibilidade inata, uma visão peculiar que não desfigura ou profana o importante da obra, a ideia, o ritmo, a busca do mais fiel possível de uma transmissão de significados num contexto em que o fundo é mero recheio, mero vazio existencial que acompanha, dando maior preponderância à ideia base, a qual se nos mostra com evidência em cada obra, quer seja pintura ou escultura.
De destacar é ainda a seriedade com que concebe, uma a uma, cada peça da sua colecção sem importar o estilo ou a técnica, sem comprometer a latência de vida originada ao redor, cada personagem, figura ou elemento, estabelecendo-se como impassível, fria, quase insensível ao que acontece, como que querendo remarcar a valia do imperturbável e a sua proximidade ao duradouro.
Não seria exagerar comentar que Nicolau Campos procura a imortalidade da figura, e, através dela, a imortalidade do ser, daí a utilização sóbria daquilo que é representado, a simplicidade do espaço que o engloba e o seu caminhar até ao que da resposta substancial tem uma visão clara e notável do seu universo particular.
Francisco Arroyo Ceballos
De la Asociaçión Española de Críticos de Arte

Registo profissional
Registado como artista profissional no AICOA - Archivo Internacional Central de Objetos de Arte - Barcelona

Membro:
- SNBA Sociedade Nacional de Belas Artes,
- SSIAS Silence Speaks International Artist Association- USA
- AEAC Associação de Escultura e Arte Contemporânea
- Conectarte Espanha
- L'agenzia di arte Portugal
- ESARTE Associazione Artístico Culturale - Italia
- Talent Seekers Associação Internacional dos profissionais da arte, da cultura e da comunicação
- FCBAV Fundação Circulo de Bellas Artes de Venezuela

Publicações:
- Questionarte 2010
- Criticas de ARTE 2009, Córdoba libros: Associação Espanhola de Críticos de Arte – Centro Internacional de Estudos Lusófonos das Irmandades da Fala da Galiza e Portugal e Comissão Galega do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa
- Harvests of New Milennium nº1 Janeiro/2008
- Taj Mahal Revieu nº13 Junho/2008
- Revistart 2006/7/8
- Dizionario Enciclopedico Internazionale d'Arte Moderna e Contemporanea 2009 (Casa Editrice Alba)
- International Contemporary Masters 2009 (OMMA Gallery Sta. Barbara CA)
- Harvests of New Milennium nº2 Janeiro/2009

Prémios:
Menção honrosa - Grau Ouro, Artitude Nazaré 2008
Diploma de Mérito - Prémio Alba 2009, Galleria d’Arte Moderna “ALBA”- Ferrara

As suas obras estão representadas em diversas colecções em Portugal, Espanha, França, Irlanda, Inglaterra, EUA e Canadá.
http://nicolaucampos.artelista.com/

EXPOSIÇÕES
Expõe regularmente desde 2001, em galerias e museus: Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Brasil.

2010
Sintra “Arte Pública VII”
Museu de Portalegre
Museu da Pedra, Cantanhede
Feira Internacional de Arte, ARTE ALGARVE III
Galeria do Casino do Estoril
Galeria 74, Porto
Galeria Mafalda D’Eça, Estoril
Galeria VerArte, Aveiro
Galeria Municipal de Azambuja
Galeria - Atelier Arlindo Arez, Portimão
Club Financero de Vigo (Espanha)
II Exposición Internacional de Arte Contemporáneo, Vilafranca de los Barros (Espanha)
16ª Exp. Internacional de Vendas Novas
Casa das Artes de Sesimbra
Sociedade Portuguesa de Autores
2009
- Sintra “Arte Pública VI”
- F. Internacional de Arte Contemporânea de Vigo "Puro Arte DOSMIL NUEVE" (Espanha)
- Museu Grão Vasco, Viseu
- Palácio do Infantado, Samora Correia
- 15ª Exp. Internacional de Vendas Novas
- Galeria ArteG, Viseu
- Galeria Chroma, Espanha
- Galeria Geraldes Silva, Porto
- Galeria do Auditório Municipal de Vila do Conde
- Galeria Pablo Neruda no Fórum Municipal Romeu Correia, Almada
- Sociedade Nacional de Belas Artes
- Casa da Guia, Cascais
2008
- Centro de Exposições de S. João da Pesqueira
- Galeria Municipal Macedo Pinto, Tabuaço
- Galleria Oldrado da Ponte, LODI (Itália)
- Galeria Cais Art’s, Vila do Conde
- Museu de Lamego, Lamego
- 1ª Bienal de Ansião
- Galeria Atlântica, Vilamoura
- Palácio do Infantado, Samora Correia
- 14ª Exposição Internacional de Vendas Novas
- Artitude Nazaré 2008, Nazaré
- Espaço Cultural do Concelho Regional de Medicina do Paraná - Curitiba - Brasil
- Forte de Copacabana - Rio Janeiro – Brasil
- Galeria do Auditório Municipal de Vila do Conde
2007
- 1º Salão Nacional de Artes Plásticas, Lisboa
- Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra)
- Galeria Municipal "Espaço Montepio" Alcabideche, Cascais
- Galeria do Museu Nacional do Teatro, Lisboa
- Red.Galery "Art Meeting in London" (U.K.)
- Galeria ARTE ACTUAL, Lisboa
- St. Julian's School, Carcavelos
- F. Internacional de Arte Contemporânea de Vigo "Puro Arte DOSMIL SIETE" (Espanha)
- Museu Jorge Vieira (galeria aberta), Beja
- Les Galeries Artitude "Poésie Visual dans Paris" (França)
- Sociedade Nacional de Belas Artes Lisboa
2006
- "Lisbon Village Gallery" Sociedade Nacional de Belas Artes.
- Galeria da Casa do Artista (Teatro A. Cortez), Lisboa.
- J.F. Alfragide
- A.R.T. Lisboa
2005/4/3/2/1
- Sociedade Nacional de Belas Artes

193. Dália Quaresma Cordeiro

Dália Quaresma Cordeiro, nascida a 1 do 12 de 1955, residente no Barreiro, Av. Alfredo da Silva, nº16, 5º andar 2830/302, com o Curso de Artes dos Tecidos pela Escola António Arroio, complemento de formação em Cerãmica pela Universidade de Aveiro, e licenciatura em Educação Visual e Tecnológica pelo Instituto Piaget

Exposições
Espaço J do Barreiro individual
espaço Moinho da Praia Individual
Espaço Tí Maria Individual
Exposição de Tapeçaria - Cordoaria Barreiro colectiva
Exposição de pintura Galeria Municipal do Barreiro "O Barreiro e outras Histórias" individual Jornal Rostos online
Exposição de pintura colectiva Festas do Barreiro
Exposição de pintura Galeria Contacto Direto Lisboa
(Google - Pintura de Dália Cordeiro)

192. Aristides Meneses

Cuidado com os Ladrões
Duelo de vontades

Aristides Meneses nasceu em Moçambique em 1958 de ascendência goesa.

Curso de Pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes em Lisboa.
Principais publicações e referências
Elisabete Lucas, "A pintura de Aristides Meneses", 2005, INSAT
Marisa Feio, "Latitudes", 2006, RTP
José Neto, "Arte e mente de Aristides Meneses", 2009, Art&mente
José Neto, AM, Elisabete Lucas, "QUESTIONARTE", 2010, INSAT
Paulo Sérgio dos Santos, "A de Autor", 2010, RTP
Principais exposições individuais
2004
“Visões” na Arte Galeria no Terreiro do Paço em Lisboa.
2005
“Espelhos Futuros” na Arte Galeria em Lisboa.
“O Divino e o Homem” na Cripta da Igreja de Feijó Laranjeiro em Almada.
2006
"Miralls futurs" na Galeria Zero em Barcelona Espanha
"Há pessoas dentro das pessoas" no Museu da Casa de Goa em Lisboa com o patrocínio da Fundação Oriente.
2007
"Levitações e outras propensões" na galeria Kiekeben Art em Lisboa.
"Reflexos de quem vê" no Museu da Tapeçaria de Portalegre Guy Fino em Portalegre.
"Mente Hexagonal" na Galeria do Parque de Santa Marta, Ericeira
2010
"Oceano Índico" na Casa de Cultura D. Pedro V, Mafra
Principais exposições colectivas
1980 a 1985
Participa em diversas exposições colectivas do grupo Arte Universidade na região de Aveiro, como o Salão Nobre da Câmara Municipal de Aveiro ou o Museu Marítimo de Ílhavo.
2005
"Colectiva de Inverno" na Arte Galeria em Lisboa.
2006
"36º Salon Concurs de L´Académie Européenne des Arts" em Gembloux, Bélgica
"Exposition Internationale", Paris
2007
"Colecção improvável" no Museu da Casa de Goa em Lisboa.
"1ª Bienal da Lusofonia" do Centro Cultural da Malaposta
"Inter Pares" no Museu da Casa de Goa em Lisboa.
2008
"Em nome da Criança" no Centro Cultural Casapiano em Lisboa.
2009
"2ª Bienal da Cultura Lusófona" do Centro Cultural da Malaposta.
"Repensar Las meninas", Fórum Municipal Romeu Correia, Almada.
"Um olhar português" em Helsínquia, Finlândia
2010
"Pensar com Tom Zé", Casa do Brasil Pedro Álvares Cabral, Santarém
"Arte de mãos dadas com a Madeira", Galeria Mafalda D' Eça, Estoril
"QUESTIONARTE", Novotel Lisboa

Colecções Privadas
Colecções particulares em Portugal, Brasil e Índia

Principais Acervos
Colecção Museu da Casa de Goa
Colecção Centro Cultural Casapiano
Colecção Câmara Municipal de Mafra
Colecção Casa do Brasil

sábado, 23 de outubro de 2010

190. Lúcia Lupenny Rodrigues

"Ícone de Cristal Azul"

Nasceu no Brasil e é residente em Portugal desde de 1988.
Com formação académica ligada ao Turismo e ás Artes, exerceu durante longos anos a profissão de guia de turismo.
Em Portugal passou por várias acções de formação no meio artístico e em simultâneo vem pondo em prática tudo aquilo que lhe foi ensinado.
A artista é sócia de várias instituições nacionais e internacionais do meio.
Vem realizando exposições em várias partes do mundo, países como: Itália, França, Bélgica, Alemanha, Áustria, Espanha, Argentina, Estados Unidos da América e Brasil , com obras espalhadas nos mesmos espaços, em locais públicos e privados, já tendo realizado mais de uma centena de exposições onde fui coleccionando prémios e medalhas ao longo destes anos.
Tem feito algumas ilustrações de livros, publicado algumas coisas, tais como, textos poéticos, poemas, artigos de opinião, em jornais, livros, revistas e Internet.
Neste momento é membro da Galeria Aberta com trabalhos publicados diariamente; E na futura Fundação da Galeria Mafalda D’Eça.

A artista deixa algumas opiniões de coleccionadores sobre os meus trabalhos:

"Sem a arte, Lúcia não existia. Penso em S. João e nesta paródia: no princípio era a arte, e a arte era sem ela. Folheio com emoção estética reproduções fotográficas em um álbum destinado a dar a conhecer os frutos artísticos de Lúcia Rodrigues - quadros numerosos e admiráveis, que nos elevam, nos envolvem, nos enleiam, nos deixem em êxtase e que nos chamam à emoção. Em "Deusa das Águas", Lúcia alcança um raro patamar de qualidade artística para uma moça nascida no Brasil, terra que os portugueses empaparam e humedeceram com sua inspiração de arte.
Lúcia mostra que a arte está em suas veias ao nos exibir a " Serenata Enigmática", um óleo em que a compunção é figurada em pássaros vermelhos com máscaras de negro, numa atitude misteriosa de orar, orar e orar. Em "Coração Ardente", o mistério do amor é originalmente representado por um coração branco maculado de enigmático toque pardo, tudo inserido numa maralha complexa de definiria o fruto do coração ardente - o amor.
Lúcia não pinta tal qual as coisas são mas como elas se nos manifestam num passar louco de imagens produzidas por um estado onírico permanente em que se vive, porque viver é sonhar.
Como artista, Lúcia Rodrigues deixa que o sonho venha à tona e pinte e fale e pense e o diga á sua maneira imprevisível. E o sonho, não pensamento.
Recordar é viver e viver é sonhar. E o sonho cria a arte que é o fruto imprevisível do existir.
Que Lúcia não pare de sonhar e de criar é o que desejamos os que já fomos feridos e tocados para sempre pelo seu mágico pincel."

"Já tive oportunidade de ver obras da Lúcia em outras vertentes.
A ouvir a cor, estar atento aos limites da forma., o ritmo, o compasso, batimentos constantes do pincel sobre a tela, existe um tempo de andamento no plano da pintura , a textura e a escala cromática, ressoam como acordes pictóricas. Sensibilidade, perspicácia verdade são palavras caras à arte.
O que é a arte? Onde ela nasce? No mundo exterior ou no âmago do nosso íntimo, nas profundezas abissais do nosso inconsciente? São perguntas que, depois de seis mil anos de realizações artísticas, os homens ainda não sabem responder com segurança. Quando o fazem, é por uma retórica inversão."

Dário Castro Alves (Ex-Embaixador do Brasil)

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

188. Cosme

 "A Criação do Homem"
"A Mão de Deus"
CURRICULUM VITAE

Natural de Coimbra
Licenciatura em Pintura pela EUAC-Coimbra / Engenharia Electrotécnica pelo ISEC - Coimbra
EMAIL : c_cosme@hotmail.com
http://artcosme.blogs.sapo.pt/
Sócio – fundador da Associação “Arte à Vista”- Coimbra
Membro da Azencia di arte

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS
1998 - Galeria Almedina – Coimbra
1999 - Casa da Cultura de Cantanhede
2000 - Casa da Cultura de Cantanhade
2001 - Galeia - Rest. Nacional – Coimbra / Galeria Olaria - Aveiro
2002 - Galeria - Rest Nacional – Coimbra / Galeria Olaria – Aveiro
2003 - Galeria Almedina -Coimbra
2004 - Galeria-Rest Cantinho dos Reis – Coimbra
2005 - Galeria Atrium-Solum – Coimbra /Galeria da Casa da Cultura de Carregal do Sal.
2006 - Galeria Almedina – Coimbra
2007 - Galeria-Rest Cantinho dos Reis – Coimbra

EXPOSIÇÕES COLECTIVAS
1990/1 - Artprof – Escola Secundária da Fig-Foz
1992 - Artprof – Museu Municipal da Fig-Foz
1993 - I Bienal de Professores – Coimbra
1994/7 –Profarte – Escola Secundária de Penacova
1998 - I Feirarte – Coimbra
1999 - X Bienal de Arte Internacional – V.N. Cerveira / III Bienal de Arte Cupertino de Miranda – Vila Real / Centro Cultural D.Dinis – Coimbra / Casa da Cultura de Coimbra
2000 - Casa da Cultura de Cantanhede / Galeria/Rest Nacional – Coimbra / I Encontro da Associação de Artistas Plásticos – Coimbra / 3.0 Sentidos Grátis – Porto / Concurso Pintura“Cofarbel”- Coimbra
2001 - Casa da Cultura de Cantanhede / Galeria Olaria Aveiro / VI Encontro de Artes da EPST – Fig-Foz / Galeria /Rest Nacional – Coimbra / 4.0 Sentidos Grátis – Porto
2002 - I Concurso de Arte do Instituto Politécnico de Leiria / II Bienal de Escultura “Ambientar-te”- Leiria / 5.0 Sentidos Grátis – Porto / VII Encontro de Artes do EPST – Fig-foz / Galeria/Rest. Cantinho do Reis – Coimbra/ Galeria/Rest .Nacional – Coimbra.
2003 - 6.0.Sentidos Grátis- Capital Nacional da Cultura- Coimbra
2004 - Galeria da Casa da Cultura de Carregal do Sal / Colectiva da Associação “Magenta” – Fig – Foz.
2005 - Galeria da Casa da Cultura de Cantanhede / Colectiva da Associação “Magenta”-Fig-foz./ Atrium – Solum / Galeria da Câmara municipal de Carregal do Sal.
2006 – Colectiva s/ Inês de Castro na Casa Municipal da cultura de Coimbra /Colectiva “Sentidos opostos”no Armazéns 13 “/ VI Bienal de Artes Plásticas – Marinha Grande.
2007 – I Feira de Artes Plásticas no Atrium-Solum –Coimbra/ “Cantarte”-Casa da Cultura de Cantanhade
2008 - II Feira de artes plásticas - Atrium Solum - Coimbra
2007/2009 – 1ª e 2ª Edição “Engenho & Arte”
2008/2009 – Participação no “Prémio Abel Manta de Pintura”, Museu de Gouveia
2009 – Colectiva “Arte Factory”, Museu Grão Vasco, Viseu – Participação “Venda da Pasta, 77 anos”, Queima das Fitas de Coimbra – Colectiva na Galeria Geraldes da Silva, Porto
2010 – “Contemporany Expressions”, Centro Financeiro de Vigo– Participação na “GoisArte - “Contemporany Expressions”, - Galeria Atlântico, Vilamoura

BIENAIS
1993 - I Bienal de Professores – Coimbra
1999 - X Bienal de Arte Internacional – V.N. Cerveira - III Bienal de Arte Cupertino de Miranda – Vila Real
2002 - II Bienal de Escultura “Ambientar-te”- Leiria
2006/08/10 - VI /VII /VIII - Bienal de Artes Plásticas – Marinha Grande.
2008/2010 – I e II Bienal de Ansião

PRÉMIOS
-2 Menções Honrosas no I Concurso de Arte do Instituto Politécnico de Leiria

sábado, 16 de outubro de 2010

186. Beatrix Jeanette Jahn

Beatrix Jahn nasceu em 1947 em Dresden, Germany.
Ela viveu 7 anos em São Francisco, California, USA, desde 1956-62 e regressou para a Alemanha, onde vive perto da cidade de Nuremberg.

“Eu sou uma artista autodidacta que, no momento, trabalha com acrílicos, aguarelas, tintas e pasteis.
Em criança o meu pai entretinha-me a desenhar e eu lembro-me de aproveitar todas as oportunidades para o fazer.
O meu primo, também artista, inspirava-me para desenhar na minha adolescência e deu-me muitas dicas de como melhorar.
Em 2002 o desejo de pintar foi muito intenso e pela primeira vez tentei, sozinha, a aguarela. Antes disso apenas usei lápis e carvão.
2007 comprei o meu primeiro cavalete e cores em acrílico. Comecei a pintar tanto que decidi fazer disso profissão quando fiquei reformada.
2008 vieram os pasteis e eu comecei a alternar entre os médiuns, dependendo do meu “querer”.
Embora eu não goste de fazer pinturas realistas, eu vou pintar paisagens ou animais com um toque de “ingénuo” que espero que nunca se perca.
Em 2009 o impulso para a pintura abstracta e livre veio até mim.
2010 tentei papel artesanal e tinta da Ásia.
Os meus estilos variam, porque constantemente à procura de novos desafios e adoro experimentar. Isso nunca vai mudar.
Nunca podem ter a certeza do que vai sair da minha caixa de cores!
Em cada peça que faço coloco uma parte da minha alma! "

Workshops
Experimental Watercolour Painting – Gertrud Wenning – in Germany, 2002/3
Chine Collé – Sandro Godel – in Switzerland, 2010

Prémios
Oct. 2010 - 3rd Lugar – Park Art Fair 2010 – International Exhibition, Geneva, Switzerland

Exposições
2009
"AUF IN DEN SOMMER", Solo Exhibition, Optik Wehner, Oberasbach, Germany - 20 June - 20 July 2009
"ART FOR PEACE” - International Exhibition, Peace Museum, Dayton, Ohio, USA - 22 October - 1 November 2009
PARK ART FAIR 2009 - International Exhibition - Geneva, Switzerland - 19-28 Nov. 2009
CANNERY ART GALLERY - International Exhibition - Dayton, Ohio, USA - Nov.-Dec. 2009
HOTEL GENEVA COTTAGE- International Exhibition - Versoix, Switzerland - Dec. 2009
2010
UNITARIAN UNIVERSALIST CHURCH - Franklin, Ohio, USA - March 2010
OBERASBACH CITY HALL - Solo Exhibition - April 2010
THE LADY BIRD PICNIC Fine Arts Exhibition – The Acquired Arts Gallery, Vauxhall, London, England – 21 May 2010

PARK ART FAIR 2010 – International Exhibition – Geneva, Switzerland,
6-8 Oct. 2010 – 3rd Place Winner

SPARKASSE FÜRTH – Solo Exhibition – Zirndorf, Germany – Nov. 2010

Internet Portfolio
http://www.ArtWanted.com/BeatrixJahn-tjf

ESPEN
mounted canvas
Acrílico
24x30 cm

MELTED CHOCO
Chine Collé
Ink
20x20 cm

184. ANA CRISTINA DIAS


“Em Pose para a Artista”
2011
Acrílico s/ tela
100x81 cm

Nasce em lisboa a 10 de Julho de 1967

1985 a 1989
Frequenta a escola António Arroio, o curso de Imagem e comunicação Audiovisual.
Concurso “À descoberta do Palácio Nacional de Sintra”, 3º Prémio de fotografia
1990
Ingressa na Faculdade Belas Artes de Lisboa, no curso de pintura. Durante todo o seu percurso dedica-se á figura humana
1994
• Os jovens e a arte, Câmara municipal da Amadora.
1995
• Exposição colectiva no Palácio do Vimioso, Évora.
• Exposição colectiva de Artes Plásticas dos finalistas 95. Rocha de Sousa seu professor do 4º ano , faz referência ao seu trabalho no jornal de Letras, Artes e Ideias.
• Jovarte, Câmara Municipal de Loures.
1996
• Exposição Comemorativa do dia Internacional da Mulher “Arte é Feminino”, Vendas Novas.
• Arte jovem 96, Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.
• “Prémio Nacional de Pintura- Jovens Artistas”, Cruz Vermelha Portuguesa.
• Exposição colectiva na Galeria Municipal de Montemor-o-Novo.
1997
• Exposição colectiva na Galeria municipal Rio de Mouro.
2000
• Exposição individual na Galeria Artitudo, Castelo de Vide.
2001
• Exposição individual na Galeria Augusto Bértholo, Alhandra.
• “Papeis”- Galeria Trema, Lisboa.
• Exposição individual no Museu Santos Rocha, Figueira da Foz
• “Erótikos- relativo ao amor”, Galeria Trema, Lisboa
• Exposição individual, galeria Artitudo, Castelo de vide
• FAC- Fil Lisboa no stand da Galeria Trema.
2002
• “Papeis”- Galeria trema, Lisboa
• Exposição individual, galeria Artitudo, Castelo de vide
• Exposição individual, MAIÊUTICA, LISBOA
• COLECTIVA, BELO BELO, BRAGA
2003
• COLECTVA, ABRAÇO, LISBOA
• Exposição individual, galeria Artitudo, Castelo de vide
• Exposição colectiva Biblioteca de Timor, ajuda à instituição Abraço
2004
• Exposição individual, Palácio dos Anjos Algés
• Exposição individual, Biblioteca de Timor
2005
• Exposição Individual , Belo Belo, Braga
• Exposição Colectiva na Ilha das Flores – Açores
Pausa de 5 anos, dedica-se unicamente à sua profissão construção de eventos, mais tarde surge a fotografia e a ilustração de livros infantis e juvenis
2010
• Exposição Colectiva, Galeria Galveias, Lisboa
• Exposição Colectiva galeria S. Francisco, Lisboa
• Colectiva galeria de Arte do Casino do estoril

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

183. ALEX DAVICO

Serra do Pilar - Porto
2009
acrílico sobre tela numa porta em madeira de um velho roupeiro
58x155cm
Subir à Sè
2009
acrílico sobre tela numa moldura em madeira de um velho espelho
45x70cm


Um acervo de 25 obras, em que o pintor, através de técnicas variadas, e sempre buscando a pureza do instante, põe a descoberto um contraste profundo entre o caos da sociedade em que vivemos e a harmonia do retorno àquilo que é essencial, debruçando-se sobre temáticas como as cidades e a cultura popular: os lugares enquanto materialização da vida colectiva e as gentes e seus costumes como exercício natural de resistência à velocidade dos dias. A valorização da vida comum acontece também pelo gesto de utilizar objectos quotidianos como suporte para as telas.

Aqui, são os olhos que fazem o trabalho de misturar as luzes e as sombras, sendo que as manchas de cor obrigam a desfocar a imagem para vê-la mais real. Nas obras abstractas é notória a procura de um equilíbrio formal e compositivo, com recurso a uma disposição harmoniosa de cores e formas, que derivam da geometria básica.

NOTAS BIOGRÁFICAS
Alex Davico nasceu em Turim, Itália, no ano de 1979.
Frequentou o Liceu Artístico R. Cottini de Turim entre 1994-98. Ainda antes de entrar na universidade, frequentou um ano "integrado" nesse mesmo instituto e trabalhou num atelier de arquitectura como desenhador.
Em 2006, concluiu a licenciatura na Faculdade I de Arquitectura do Politécnico de Turim, com a tese final projectual sobre o tema: "Um novo museu da história de Hanoi: hipótese de exposição".
Veio estudar para Portugal ao abrigo do programa Erasmus, frequentando em 2004/05 a Faculdade de Arquitectura da UTL, em Lisboa. Actualmente está a desenvolver o Doutoramento na Escola de Arquitectura da UMinho, em Guimarães. Com grande paixão, continua o seu percurso artístico cruzando a arte a uma sensibilidade sustentável.

Exposições e Prémios
2010
Exposição Individual de Pintura no Museo Don Diogo de Sousa, Braga. (Dezembro 2010 e Janeiro 2011)
Exposição Colectiva de Pintura na Residencial Sao Marcos, Braga (Jeronimo, Domingos Silva, Alex Davico, Màrio Rocha,Josè Jùlio Barros, Afmach, Elias Mathonse e Cruzeiro Seixas)
Exposição Individual de Pintura na Velha-a-Branca, Braga
Exposição Individual de Pintura na Sargadelo Galeria Galicia, Braga
Exposição Individual de Pintura na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, Braga
Exposição Individual de Pintura na Galeria Nimbus, Braga
2009
Exposição Colectiva de Homenagem ao pintor bracarense Jerónimo, na Galeria Nimbus, Braga
Exposição Colectiva de arte contemporânea "Exposição Arte e Criação III", Vieira do Minho
Exposição Individual de Desenho "Cidades Guardadas" na Escola de Arquitectura da UMinho, Guimarães
Exposição Individual de Pintura na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, Braga
Exposição Individual de Pintura no Gato Escaldado Bar, Braga
2008
Exposição Colectiva de arte contemporânea "Exposição Arte e Criação II", Vieira do Minho
2002
3° Prémio no Concurso de Pintura "Dipingi il tuo borgo", em Airasca, Turim
Exposição Individual de Pintura para a "Associazione l'Albero", em Grugliasco, Turim
1997
Participação no Workshop de Arte Plástica do Prof. Giulio Lucente, Turim
Exposição Colectiva ao ar livre "Arte sotto i portici", em Courgnè, Turim
1996
Participação com obras escolares na Feira do Livro do Lingotto, Turim
1995
Exposição Individual de Pintura na Igreja do Espírito Santo, em Airasca, Turim

Outras iniciativas
Desde 2008
Exposição Permanente de obras na Galeria Margarida Jorge, Braga.
2010
Entrevista com José Reis pela RUM (Radio Universitaria do Minho), Braga

182. José Manuel Arantes

Arco íris
Viagem de sonhos

José Manuel Arantes, nasci em 09 de Fevereiro de 1957 em Paradela de Valdozende, Terras de Bouro.

Sou empresário em nome individual, tenho uma garagem de reparação de automóveis.
Vivo e trabalho em Montalegre desde 1973.
Sou apaixonado pela fotografia desde 1980
Desde 1994 sou igualmente apaixonado pela prática de voo livre, em parapente.

Apesar do imenso gosto pela fotografia, poucas vezes expus ou participei em concursos, merecem destaque:
1987 Kodak Prize (em diapositivos) no 13º Salão Internacional de Arte Fotográfica do Algarve
1988 Kodak Prize (em diapositivos) no 14º Salão Internacional de Arte Fotográfica do Algarve

Tenho várias fotos publicadas em livros da especialidade e outros.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

177. HORÁCIO LUIS CARRENA

Formas da Terra
acrílico s/terra
42x60cm

Plantas que crescem
acrílico s/terra
42x60cm


Nombre: Horacio Luís Carrena
Dirección: Muñiz 1291 8° A
TEL: (+54) (011) 4922-7654
Mail: carrena1291@hotmail.com
Nacionalidad: Argentino
País: Argentina
Horacio Luís Carrena nació en Buenos Aires el 28 de Enero de 1955. En 1978 se recibió de Profesor Nacional de Dibujo y Pintura, egresado de la Escuela Nacional de Bellas Artes “Prilidiano Pueyrredon” de Buenos Aires. Expone desde 1979.
Concursos y muestras internacionales
Exposición de Arte Latinoamericano, casa de la Cultura ,Universidad Autónoma de Sinaloa,Culiacan,Mexico 2010
X Exhibición Internacional de Arte Latinoamericano y del Caribe Hoy, Galería Promo-Arte, Tokio, Japón 2010
Concurso Internacional de Pintura Rastrillo Aragón, Fundación Ozanam, Zaragoza, España 09
XII Premio Internacional de Pintura, Rafael Viladrich, Torrelameau, Lleida, España09
XXX Concurso Internacional de Mini cuadros, museo del calzado, alicante, España 09
III Bienal Internacional de Arte Latinoamericano y del Caribe, Museo de los Metales, Cuenca 07, Ecuador Premio Internacional de Pintura Contemporánea Antonio Gualda, Granada
España 2006.Concurso Internacional de Artes Plásticas, Aires de Córdoba, España, 2004.
Art. Miami, 96, 98 y 2002- Feria Internacional del Vino, Miami. Galería virtual Latinarte Feria de Arte de Chicago, 99.FIAC, Venezuela 96. Concurso Internacional de Mini Grabado, Taller Galería Fort, España 85 al 96.Bienal Ibero Americana de Dibujo y Grabado, México 96.Exposición Internacional de Arte por Fax, Galería Lilian Bell, Oregon, Usa, 96.
Bienal Internacional de Grabado de Pequeños Formato, Galería Joan Baume, Terrassa, España, 95.
VI Encuentro Internacional de Mini Expresión, Galería, Dexa, Republica de Panamá, 94.
Trienal Internacional de Grabado, Osaka 94-I Bienal Internacional de Grabado, Mastrich, Holanda, 93.
I Exposición Internacional de Arte por Fax, “Ríos Electrónicos”, galería Renshaw, USA 93.
Concurso Internacional de Dibujo, “Pérez Villamil”, Coruña, España, 95, 92, 91-
Bienal Internacional de Grabado, Lódz, Polonia; 91-Expone en el Museo Vasarelly, Budapest, Group 90, Hungría; 90-Bienal Internacional de Grabado, INTERGRAPHIC 89, Alemania.
Exposición Internacional de Grabado, YoKosuka, Kanagawa Japón 89.
Exposición Colectiva Buenos Aires Paris, Galería Espacio Delpha, Francia, 86.Premio Internacional de Dibujo, Rejeka, Yugoslavia 86.IV Premio Internacional de Grabado Máximo Ramos, El Ferrol, España 86.
I Concurso Internacional de Dibujo, Tuorum, Polonia 85.XXXIII Salón Internacional de Pintura, Sociedad de Bellas Artes de Aquitania, Francia 85.VI Concurso Panamericano de Grabado, Casa de Grabado, Curitiba, Brasil 84.Bienal Internacional de Grabado, Ibizagrafic 84, Ibiza .XIII Premio Internacional de Dibujo Joan Miro, Centro de Arte contemporáneo, Barcelona, España, 83.
Concurso y muestras Nacionales.
Galería LZ, Fine Art, EXPOTRASTIENDA EN RED,09
Norcenter Open Arts, artistas trabajando en Vivo, Primera Feria de Arte Zona
Norte, Norcenter 08, 09.II Exposición a cielo abierto Galería Ars Duo, Pilar, Edificio Bureau V, 08.
II Feria Internacional de Arte de Mar del Plata, Moderna 08, Hotel Sheraton.
Exposición Colectiva de Objetos Intervenidos, Asociación Amigos del Palais de Glais,Palais de Grace 08.
III Exposición del Sitio Virtual ArteKappa.com, Fundación Patagonia, Bs. As., 07.
Moderna 07, I Feria de Grandes Maestros y Artistas Emergentes, Hotel Sheraton, Mar del Plata 07.
Salón de Pintura de Pequeño Formato, Galería Mitra, 07Salón nacional de Pintura y Escultura 2006, Salas Nacionales Concurso de Arte Tridimensional, Centro Cultural Borges, Galería Pacifico, 2004.
Salón Nacional de Pintura y Escultura, 96, 84 y 85-Premio CAYC-Klem, joven Pintura, Centro Recoleta, Buenos Aires 94-Premio Fundación Federico Lanús, Fondo Nacional de las Artes, Buenos Aires 93-Grafica Alternativa, Museo Sívori, 92-II Bienal de Artes Plasticas, Fundación Arte Para un Mundo Mejor, BsAs 91-Premio Butler, Pintura, Fondo Nacional de las Artes, 89-Salón Municipal de Artes Plasticas “Manuel Belgrano”, Museo Sívori, BsAs 87-Bienal Internacional de Arte sobre papel, Salas Nacionales, Buenos Aires 86-
Muestras individuales
Galería Sagazola; 79. Galería Witcombi; 80. Galería Christel K; 82. Galería Centoira; 83 y 84. Galería Fundación Banco de Boston; 89. Galería Lucrecia Fos; 91. Galería Hoy en el Arte; 93. Galería Roberto Martín Arte contemporáneo; 95 y 97. Centro Cultural Recoleta, Pinturas, Buenos Aires 98. Salas Nacionales, Palais de Glace, Buenos Aires 99. Galería Roberto Martín Arte contemporáneo; 2000. Museo Municipal de Bellas Artes, “Félix de Amador”, Lujan; 2001. Foto club Buenos Aires, Pintura 2003. Centro cultural Quinta Trabucco, Pintura y Escultura 2003. Restaurante Janio, Buenos Aires 2004. Ummo, Cocina y Arte, San Isidro 2005.
Restaurante, Aires de Patagonia, Puerto Madero, 2005. Galería, Espacio de Arte 1029, Palermo, 2005. Teatro y Galería, El Camarín de las Musas, Palermo, 2006. Espacio Escarlata, Galería de Arte, Palermo Soho, 2007. Cacao Maroa, Venezuela-Buenos Aires. Ultimas Pinturas, presentación de un Vino Espumante con la etiqueta de la obra del artista, de Bodega Finca Las Glicinas, Mendoza - Buenos Aires 07 Galería Espacio Mazal, Raices del Universo, Palermo 08.
Premios nacionales
Tercer premio, Salón de Otoño, San Fernando Pcia. De Bs. As., 79.
Mención especial, Concurso Cámara Argentina de Comercio, 79
Tercer premio, Concurso Revista La Actualidad en el Arte, 80
Tercer premio, Premio de Pintura, Museo de Artes Visuales, Quilmas, 82.
Mención Especial, XIII Salón de Artes Plásticas, Municipalidad de Lanús, 82.
Primera Mención, Premio de Dibujo de La UNESCO, 82.
Primer premio, XX Salón de Artes Plásticas de la Bolsa de Cereales, 83.
Cuarta mención, Premio Federico Lanús, Fondo Nacional de las Artes, 83.
Primera mención, XV Salón de Pintura Félix Amador, Vicente López, 84.
Segunda mención, Premio Fundación Federico Lanús, Fondo Nacional de las Artes, 84.
Segundo premio, Salón de Pintura, Fundación Banco Cooperativo de Caseros, 89.
Tercera mención, Concurso de Pinturas, Argentina Televisora Color, ATC, 90.
Segundo premio, Salón Pequeño Formato, Monte Grande, 90.
Primera mención, Primera Bienal Nacional de Arte Interdisciplinario, Galería Pabellón 4, 2001.
Mención, II Concurso de Arte Tridimensional, Centro Cultural Borges, Galería Pacifico, 2004.
Tercer Premio, Salón de Pequeño Formato, Galería Mitra, San Telmo 07
Premios Internacionales.
Primer premio, 5° Concurso Internacional de Dibujo Pérez Villamil, Coruña, España; 92
Tercer premio, 1° Bienal Internacional de Copy Art., Galería Fort, Barcelona, España; 84.
Gran número de sus obras entre pinturas, grabados y dibujos están en museos y colecciones privadas, de EE.UU., España, Polonia, El Caribe, México, Perú y en Argentina en la colección privada del Museo Nacional de Bellas Artes.

Etiquetas